Papa aceita renúncia de bispo acusado de acobertar crime

Bispo transferiu padre condenado por abuso sexual há 10 anos

Papa aceitou renúncia de Arthur Serratelli, que foi envolvido em mais de um escândalo durante sua vida sacerdotal
Papa aceitou renúncia de Arthur Serratelli, que foi envolvido em mais de um escândalo durante sua vida sacerdotal (foto: ANSA)
16:09, 15 AbrCIDADE DO VATICANO ZGT

(ANSA) - O papa Francisco aceitou a renúncia do bispo da Diocese de Paterson, em Nova Jersey (EUA), Arthur J. Serratelli, de 76 anos. O religioso, que já superou a idade de aposentadoria compulsória na Igreja, foi envolvido em um escândalo há cerca de 10 anos.

Na época, após a denúncia de uma mulher de que um padre local abusou sexualmente dela, o então bispo de Newark transferiu o sacerdote acusado, Wladyslaw Gorak, e escreveu uma carta falando do "bom caráter moral" do religioso. Na Justiça, a diocese local fechou um acordo financeiro com a vítima para finalizar o caso.

Há pouco mais de um ano, em outra denúncia - dessa vez do site católico conservador "Lifesitenews", Serratelli foi criticado por não punir um padre de sua diocese por "inadequado comportamento sexual".

Para o seu lugar, foi nomeado Kevin J. Sweeney, da Diocese do Brooklyn, em Nova York. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA