Vaticano prepara plano de vacinação anti-Covid

Imunização começará com vacina da Biontech/Pfizer

Guarda suíço em audiência geral do papa Francisco, no Vaticano
Guarda suíço em audiência geral do papa Francisco, no Vaticano (foto: ANSA)
14:05, 14 DezVATICANO ZLR

(ANSA) - Menor país do mundo, o Vaticano está preparando um plano de vacinação para imunizar sua população contra o novo coronavírus no início de 2021.

Segundo o portal Vatican News, o programa de imunização será voltado a cidadãos vaticanos, funcionários e familiares atendidos pelo Fundo de Assistência Sanitária (FAS) do país.

"Acreditamos ser importante que, mesmo em nossa pequena comunidade, se inicie o quanto antes uma campanha de vacinação contra o vírus causador da Covid-19", disse ao site o professor Andrea Arcangeli, chefe da Direção de Saúde e Higiene do Estado da Cidade do Vaticano.

O programa de imunização deve começar com a vacina do consórcio Biontech/Pfizer, já aprovada em seis países (incluindo EUA, Reino Unido e Canadá) e em análise na União Europeia. "Sucessivamente, podem ser introduzidas outras vacinas produzidas com diferentes métodos", acrescentou Arcangeli.

O imunizante da Biontech e da Pfizer utiliza a inovadora tecnologia de RNA mensageiro, mas precisa ser conservado a -70ºC. A campanha, segundo o Vaticano, não deve incluir jovens com menos de 18 anos, já que essa faixa etária não está contemplada nos estudos em curso sobre a eficácia de vacinas anti-Covid.

A população do país é estimada em pouco mais de 800 pessoas.

(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA