Médico pessoal do Papa morre de Covid-19 aos 78 anos

Soccorsi tinha câncer, mas morreu por complicações do vírus

Fabrizio Soccorsi morreu neste sábado no hospital Gemelli de Roma (foto: ANSA)
12:56, 09 JanCIDADE DO VATICANO ZGT

(ANSA) - Morreu neste sábado (09), aos 78 anos, o médico pessoal do papa Francisco, Fabrizio Soccorsi, por conta de complicações ligadas à Covid-19. O profissional trabalhava com o Pontífice desde 2015.

Segundo o portal "Vatican News", o profissional lutava contra um câncer, por isso, estava internado no hospital Policlínico Gemelli, de Roma. No entanto, o falecimento foi causado por complicações ligadas ao coronavírus Sars-CoV-2.

Soccorsi teve uma longa carreira médica e também como professor desde 1968, trabalhando tanto no atendimento do serviço público como em áreas de pesquisa e administração de diversas instituições da capital italiana. Entre as universidades em que atuou, está a La Sapienza, uma das mais importantes do país.

Conforme o portal católico, o médico tem uma longa carreira também na pesquisa, com mais de uma centena de estudos - próprios ou em colaboração - publicados.

Antes de ser médico pessoal de Francisco, Soccorsi trabalhou como consultor da Direção de Saúde e Higiene do Governo de Estado da Cidade do Vaticano e como perito de consulta médica da Congregação da Causa dos Santos. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA