/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Filme sobre amizade na guerra é mais visto em Festival Italiano

Filme sobre amizade na guerra é mais visto em Festival Italiano

Evento cinematográfico divulgou as 5 produções mais assistidas

SÃO PAULO, 12 de dezembro de 2023, 10:55

Redação ANSA

ANSACheck

Filme 'L’Ultima Volta Che Siamo Stati Bambini ' foi exibido no Brasil © ANSA/Foto Divulgação

A edição 2023 do Festival de Cinema Italiano no Brasil chegou ao fim nesta terça-feira (12) com o anúncio inédito dos cinco longas mais vistos durante o evento cinematográfico.

A lista é liderada por "L'Ultima Volta Che Siamo Stati Bambini ("A Última Vez que Fomos Crianças", em português), de Claudio Bisio, que narra a história de quatro crianças, incluindo Italo, filho de um líder fascista, e Riccardo, de uma família judia, que formam uma amizade inseparável em meio à guerra, em 1943.

Quando Riccardo é capturado pelos nazistas, seus amigos embarcam em uma missão arriscada para resgatá-lo. Paralelamente, dois adultos partem em busca das crianças. A jornada revela a inocência da infância contrastando com os horrores da guerra.

Na sequência aparece "L'Ombra Del Caravaggio" ("A Sombra de Caravaggio"), de Michele Placido; seguido de "C'è Ancora Domani" ("Ainda Temos o Amanhã"), de Paola Cortellesi; "Il Primo Giorno Della Mia Vita" ("O Primeiro Dia da Minha Vida"), de Paolo Genovese; e "Ultima Notte Di Amore" ("A Última Noite de Amore").

As produções mergulham em narrativas que atravessam séculos, provocando numerosas reflexões sobre o presente. Além dos longas mais vistos, o festival disponibilizou uma variedade de filmes recentes e clássicos do país europeu.

O evento também anunciou o reconhecimento do filme de Cortellesi com o prestigioso Prêmio italiano "Il Biglietto D'Oro" ("O Ingresso de Ouro"). Lançado em 26 de outubro, o filme registrou uma bilheteria de 24 milhões de euros em pouco mais de um mês de exibição, um marco histórico na indústria cinematográfica do país.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Ou use