/ricerca/brasil/search.shtml?any=
Mostre menos

Se hai scelto di non accettare i cookie di profilazione e tracciamento, puoi aderire all’abbonamento "Consentless" a un costo molto accessibile, oppure scegliere un altro abbonamento per accedere ad ANSA.it.

Ti invitiamo a leggere le Condizioni Generali di Servizio, la Cookie Policy e l'Informativa Privacy.

Puoi leggere tutti i titoli di ANSA.it
e 10 contenuti ogni 30 giorni
a €16,99/anno

  • Servizio equivalente a quello accessibile prestando il consenso ai cookie di profilazione pubblicitaria e tracciamento
  • Durata annuale (senza rinnovo automatico)
  • Un pop-up ti avvertirà che hai raggiunto i contenuti consentiti in 30 giorni (potrai continuare a vedere tutti i titoli del sito, ma per aprire altri contenuti dovrai attendere il successivo periodo di 30 giorni)
  • Pubblicità presente ma non profilata o gestibile mediante il pannello delle preferenze
  • Iscrizione alle Newsletter tematiche curate dalle redazioni ANSA.


Per accedere senza limiti a tutti i contenuti di ANSA.it

Scegli il piano di abbonamento più adatto alle tue esigenze.

Ambientalistas jogam tinta em Stonehenge em ato no Reino Unido

Ambientalistas jogam tinta em Stonehenge em ato no Reino Unido

Ao menos dois ativistas foram detidos pelas autoridades

LONDRES, 19 de junho de 2024, 14:48

Redação ANSA

ANSACheck
Pedras de Stonehenge foram tingidas de laranja © ANSA/AFP

Pedras de Stonehenge foram tingidas de laranja © ANSA/AFP

A polícia britânica prendeu nesta quarta-feira (19) dois ativistas do grupo ambientalista Just Stop Oil por pulverizar tinta laranja em algumas pedras do monumento Stonehenge, famoso sítio pré-histórico do Reino Unido protegido pela Unesco.
    Antes da intervenção dos agentes, alguns visitantes, em especial uma mulher, tentaram deter os manifestantes. Niamh Lynch, 21 anos, estudante da Universidade de Oxford, e Rajan Naidu, 73 anos, de Birmingham, acabaram algemados.
    Segundo vídeos divulgados pela imprensa local, vários megalitos foram sujos pela substância pulverizada pelos ecologistas.
    O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, condenou a ação como um "ato vergonhoso de vandalismo contra um dos monumentos mais antigos e importantes do Reino Unido e do mundo".
    Em nota, o movimento Just Stop Oil, envolvido em várias ações deste tipo nos últimos tempos, garantiu que a substância laranja utilizada é lavável e está destinada a desaparecer completamente durante as próximas chuvas.
    Além disso, renovou o apelo ao fim da utilização de combustíveis fósseis e da exploração de jazidas de petróleo e gás, dirigindo-o ao novo governo que emergirá das eleições gerais marcadas para 4 de julho no Reino Unido.
    Já um porta-voz do English Heritage, órgão público responsável pela gestão do patrimônio cultural da Inglaterra, disse que, por precaução, era necessário primeiro avaliar quaisquer danos às estruturas do local com mil anos de história.
    A ação do grupo ecológico ocorreu em Stonehenge enquanto o país se prepara para as habituais celebrações do solstício de verão nesta quinta-feira (20), com multidões de visitantes prontos para admirar pitorescos rituais pagãos e formas de misticismo da nova era.
   

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © Copyright ANSA

Imperdíveis

Compartilhar

Veja também

Ou use