Menem é absolvido por sonegação de imposto

O tribunal encarregado do caso decretou a prescrição da ação

Carlos Menem (foto: EPA)
19:58, 20 SetBUENOS AIRES ZSG

(ANSA) - O ex-presidente argentino Carlos Menem (1999-2009) foi absolvido hoje, dia 20, por não ter declarar duas contas bancárias no exterior, entre outros bens, como barcos e carros.
    O tribunal encarregado do caso decretou a "prescrição da ação penal". As fundamentações da resolução serão divulgadas no próximo dia 26.
    Em junho, Menem foi condenado a sete anos de prisão pela venda ilegal de armamentos à Croácia e ao Equador. Além disso, ele responde pela explosão de uma fábrica em Córdoba para esconder o desvio de armas. Menem, de 83 anos, atualmente detém privilégios parlamentares por ocupar uma cadeira no Senado, mas tanto partidários do governo quanto opositores pedem seu afastamento para que ele possa ser preso. Por conta da idade, no entanto, ele deve cumprir regime domiciliar. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en