Presidente da Argentina testa positivo para coronavírus

Alberto Fernández já tomou as duas doses da vacina Sputnik V

Alberto Fernández toma primeira dose da Sputnik V, em 21 de janeiro
Alberto Fernández toma primeira dose da Sputnik V, em 21 de janeiro (foto: ANSA)
14:44, 03 AbrBUENOS AIRES ZLR

(ANSA) - O presidente da Argentina, Alberto Fernández, testou positivo para o novo coronavírus nesta sexta-feira (2), dia de seu aniversário de 62 anos.

O mandatário já havia tomado as duas doses da vacina russa Sputnik V, que tem eficácia de 91,6% contra casos sintomáticos da Covid-19 e de 100% contra infecções graves, em janeiro e fevereiro.

"Quero contar-lhes que, no fim do dia de hoje [2], após apresentar febre de 37,3 e uma leve dor de cabeça, fiz um teste de antígeno cujo resultado foi positivo", escreveu Fernández no Twitter.

O presidente ainda aguarda o resultado de um exame RT-PCR para confirmação do diagnóstico. "Já me encontro isolado, cumprindo o protocolo vigente e seguindo as indicações de meu médico pessoal", acrescentou.

Fernández ainda disse ter entrado em contato com as pessoas com quem se reuniu nas 48 horas anteriores. "Para informação de todos e todas, me encontro fisicamente bem e, ainda que quisesse terminar o dia de meu aniversário sem essa notícia, também estou muito bem de ânimo", escreveu o mandatário.

Também no Twitter, o Instituto Gamaleya, desenvolvedor da Sputnik V, lamentou a notícia da infecção de Fernández, mas disse que a vacina vai garantir uma "rápida recuperação sem sintomas graves".

A Argentina enfrenta uma nova onda de crescimento nos casos do coronavírus Sars-CoV-2 e, até o momento, contabiliza quase 2,4 milhões de contágios e mais de 56 mil mortes na pandemia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA