MPF investiga ligação entre PCC e 'ndrangheta, diz site

Grupo foi criado no fim do mês de abril

Ações da Polícia contra a 'ndrangheta são recorrentes por toda a Itália
Ações da Polícia contra a 'ndrangheta são recorrentes por toda a Itália (foto: ANSA)
13:38, 14 MaiSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O Ministério Público Federal (MPF) criou um grupo para investigar a ligação entre o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o grupo mafioso italiano 'ndrangheta, revelou o portal de notícias "UOL" nesta quinta-feira (14).

A Equipe Conjunta de Investigação (ECI) conta com autoridades da Itália, do Ministério de Justiça e Segurança Pública e da agência europeia para a Cooperação Jurídica Criminal (Eurojust).

Segundo nota do MPF enviada ao site, a máfia italiana atua no país "primordialmente com o tráfico internacional de drogas".

No ano passado, em setembro, a Polícia Civil prendeu um suspeito de comandar a exportação de drogas do PCC para Europa e de ser o responsável pelas negociações entre a organização criminosa brasileira e a máfia da Calábria.

A 'ndrangheta é uma das maiores organizações mafiosas da Itália, sendo considerada uma das mais sofisticadas em sua forma de agir. Diferentemente das ações clássicas desses grupos, que focam mais em tráfico de drogas, os mafiosos dos clãs ligados a ela também se infiltram em diversos setores da política e da economia italiana.

Na última semana, um documento divulgado pelo Organismo de Monitoramento sobre as Infiltrações Criminais na Emergência da Covid-19 alertou para o risco dos grupos mafiosos 'ndrangheta, Cosa Nostra e Camorra se infiltrarem no setor de turismo nesse momento de retomada pós-pandemia.

Além disso, diversos casos de infiltração da máfia da Calábria em pequenas prefeituras foram revelados - como em uma megaoperação que prendeu 334 pessoas em dezembro de 2019. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA