Brasil tem mais de 37 mil mortes e 700 mil casos da Covid-19

Governo voltará a divulgar balanço da pandemia às 18h

Funeral de vítima da Covid-19 em Cemitério da Esperança em Brasília
Funeral de vítima da Covid-19 em Cemitério da Esperança em Brasília (foto: EPA)
11:40, 09 JunSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (8), desta vez às 18h30, que o Brasil registrou mais 679 novas mortes pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) nas últimas 24 horas, elevando o número total para 37.124.

De acordo com os dados, o país tem 707.412 pessoas infectadas, com um acréscimo de 15.654 confirmações da doença entre ontem e hoje.

A atualização do balanço foi feita durante coletiva de imprensa, no Palácio do Planalto. Na ocasião, o Ministério da Saúde anunciou que as informações sobre a pandemia da Covid-19 em 24h voltarão a ser divulgadas às 18h. O número consolidado, porém, será apresentado no site oficial.

Após a polêmica de divergência dos números, o secretário-executivo substituto do Ministério da Saúde, Élcio Franco, disse que a correção dos dados aconteceu em decorrência das dificuldades das secretarias estaduais em acessar o sistema do SUS.

De acordo com a pasta, ocorreram "diversas tentativas de invasão" ao Datasus, o que levou o governo a tomar algumas providências para aumentar a segurança.

Além disso, para o governo, a divulgação do acúmulo de casos, como vinha sendo feito até o momento, dificulta a verificação das mudanças dos cenários regionais, estaduais e municipais. "O dado acumulado pode indicar uma grande quantidade de casos em localidades que já estão em outra fase da curva epidemiológica", informou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA