Brasil cai 5 posições em ranking mundial de qualidade de vida

Como dados ainda referem-se a 2019, não há impacto da pandemia

IDH do Brasil até teve leve melhora, mas país caiu mais cinco posições em ranking mundial
IDH do Brasil até teve leve melhora, mas país caiu mais cinco posições em ranking mundial (foto: AFP)
11:31, 15 DezSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O Brasil caiu cinco posições no ranking internacional que mede a qualidade de vida, passando da 79ª para a 84ª colocação entre 189 países, informou o relatório do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) nesta terça-feira (15).

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) brasileiro até seguiu a média mundial e aumentou 0,003 - subindo de 0,762 em 2018 para 0,765 em 2019, mas está praticamente estagnado. Para elaborar o número, são levados em consideração os progressos ou regressos feitos nas áreas de educação e saúde, bem como a renda da população. Quanto mais próximo de um, melhor é a situação do país.

Os dados, como só contabilizam o ano passado, ainda não mostram o impacto da pandemia de coronavírus Sars-CoV-2, o que deve provocar uma retração no próximo levantamento. Outro ponto de destaque do Brasil foi uma menção à Amazônia, em que há o alerta de que a maior floresta tropical do mundo corre o risco de virar uma savana com o avanço do desmatamento e das queimadas.

O ranking é liderado, novamente, pela Noruega (0,957), seguida por Suíça e Irlanda (0,955 em ambas). Entre os 10 primeiros, ainda aparecem Alemanha, Hong Kong, Austrália, Islândia, Suécia, Singapura e Países Baixos. Já a Itália está na 29ª posição, com 0,892 de IDH.

Na América do Sul, a melhor nação no ranking é o Chile, na 43ª com IDH de 0,851, seguida por Argentina (46º e 0,845), Uruguai (55º e 0,817), Peru (79º e 0,777), Colômbia (83º e 0,767) - o Brasil fica na sexta posição no subcontinente.

Nas últimas três posições, estão países africanos: Chade (0,398), República Centro-Africana (0,397) e Níger (0,394). (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA