São Paulo inicia fase de transição para retomada da economia

Etapa começa com flexibilização de atividades comerciais

Começou neste domingo uma fase de transição no estado de São Paulo
Começou neste domingo uma fase de transição no estado de São Paulo (foto: EPA)
14:08, 18 AbrSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - Conforme atualização do Plano São Paulo para combate à covid-19, começa neste domingo (18) a fase de transição em todo o estado. A nova etapa do plano está dividida em dois períodos.

Na primeira semana, de hoje até sexta-feira (23), a flexibilização é no setor do comércio, incluindo a permissão para que lojas de shopping centers funcionem das 11h às 19h.

Nesse período, também estão autorizados, com restrições, cerimônias e cultos religiosos, desde que sejam seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social.

Do dia 24 ao dia 30, será retomado o funcionamento de estabelecimentos do setor de serviços, como restaurantes e similares (lanchonetes, casas de sucos e bares com função de restaurante), salões de beleza e barbearias, além de atividades culturais, parques, clubes e academias.

O horário será das 11h às 19h, com exceção das academias, que poderão abrir das 7h às 11h e das 15h às 19h.

A fim de evitar aglomerações, a capacidade de ocupação permitida nos estabelecimentos na fase de transição será de 25%. O toque de recolher continuará em vigência em todo o estado, das 20h às 5h, assim como a orientação para adotar o teletrabalho em atividades administrativas não essenciais e o escalonamento de horário na entrada e saída das atividades do comércio, serviços e indústrias.

Segundo o governo estadual, nas últimas semanas, os indicadores da saúde apresentaram redução progressiva, com queda nas internações e diminuição das taxas de ocupação nos hospitais, o que permitiu o avanço para retomada gradativa e consciente das atividades não essenciais.

As medidas mais rígidas de restrição da Fase Vermelha, o avanço na vacinação e a expansão de leitos hospitalares resultaram em queda de 1,4% ao dia em internações e de 0,8% ao dia em unidades de terapia intensiva (UTIs) para pacientes moderados e graves com coronavírus, informou, por meio de nota, o governo paulista.

A próxima atualização do Plano São Paulo está prevista para 1º de maio.

"A fase de transição é necessária para que possamos dar passos seguros adiante sem risco de retroceder. O apoio da população neste novo momento da pandemia continua sendo fundamental. Não é hora de baixarmos a guarda", afirmou o vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia. Fonte: Agência Brasil (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA