Número de mortos em terremoto no Haiti passa de 2 mil

Mais de 330 pessoas continuam desaparecidas

A haitiana Daline Noel e sua filha, Bernard Lenise, em hospital de Les Cayes após terremoto
A haitiana Daline Noel e sua filha, Bernard Lenise, em hospital de Les Cayes após terremoto (foto: EPA)
13:51, 19 AgoPORTO PRÍNCIPE ZLR

(ANSA) - Subiu para 2.189 o número de mortos no terremoto de magnitude 7.2 na escala Richter que atingiu o Haiti no último fim de semana.

Segundo balanço divulgado pela Proteção Civil na noite de quarta-feira (18), o país também contabiliza pelo menos 12.268 feridos e 332 pessoas desaparecidas. "As operações de resgate continuam", ressaltou o órgão.

Além disso, a Proteção Civil registra mais de 50 mil construções destruídas e quase 80 mil danificadas. O terremoto ocorreu no último sábado (14), cerca de 160 quilômetros a oeste da capital Porto Príncipe, já devastada por um abalo sísmico em 2010, que deixou mais de 200 mil mortos.

O Haiti é um dos países mais pobres do mundo e já vivia uma crise por causa do assassinato do presidente Jovenel Moise, em 7 de julho, por um comando formado por mercenários colombianos e americanos de origem haitiana.

O controle do país foi assumido pelo primeiro-ministro Ariel Henry, nomeado por Moise pouco antes de sua morte e que prometeu realizar eleições presidenciais e parlamentares em 7 de novembro. Henry também decretou um mês de estado de emergência nas províncias afetadas pelo terremoto e luto nacional de três dias. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA