Colômbia pedirá prisão de 3 executivos brasileiros da Odebrecht

Trio é acusado de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha

Odebrecht solicitará um mandado de prisão internacional
Odebrecht solicitará um mandado de prisão internacional (foto: ANSA)
15:09, 01 AbrSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - O Ministério Público da Colômbia anunciou que acusará três empresários brasileiros na investigação de corrupção contra a construtora Odebrecht pela construção de uma rodovia que liga o centro ao norte do país sul-americano.

Os executivos Hamilton Ideaki, Eder Paolo Ferracuti e Marcio Marangoni, que trabalhavam na Odebrecht, são acusados pelos crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito.

Além disso, o Ministério Público colombiano solicitará um mandado de prisão internacional para o trio pela conduta ilegal dos brasileiros em diversas fases do projeto "Ruta del Sol".

De acordo com dados divulgados pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos em dezembro de 2016, a Odebrecht teria pagado cerca de US$ 11 milhões em propinas na Colômbia.

Contudo, o MP da Colômbia diz que a quantia dos subornos da construtora em solo colombiano ultrapassou a marca de US$ 23,3 milhões.

A decisão do MP em relação aos empresários brasileiros foi decidida após ter encontrado "mais evidências que dão conta da possível participação dos executivos em diversas atividades ilícitas realizadas na Colômbia". (ANSA).

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA