Ex-presidente do Equador anuncia que será candidato a vice

Rafael Correa está exilado na Bélgica desde 2017

Ex-mandatário será candidato à vice pela coalização União pela Esperança
Ex-mandatário será candidato à vice pela coalização União pela Esperança (foto: EPA)
14:26, 19 AgoQUITO ZRS

(ANSA) - O ex-presidente do Equador Rafael Correa, que está exilado na Bélgica, anunciou nesta terça-feira (18) sua candidatura às eleições presidenciais que acontecerão no país sul-americano em fevereiro de 2021.

Em uma transmissão pelo Facebook, o ex-mandatário afirmou que será candidato à vice-presidência pela coalização de esquerda União pela Esperança (Unes).

"Aqui estamos, apesar de todas as tentativas traiçoeiras de impedir nossa participação. Estamos aqui superando todos os obstáculos que o orgulho e a má fé nos colocaram para impedir o nosso registro", disse o ex-chefe de Estado.

Nas eleições, o ex-presidente aparecerá como vice do economista Andrés Arauz, de 35 anos, que foi ministro coordenador do Conhecimento e Talento Humano, da Cultura e diretor do Banco Central do Equador.

Correa vive na Bélgica, que é a terra natal de sua esposa, Anne Malherbe, desde que deixou a presidência do Equador, em 2017. Ele está envolvido em uma grande batalha judicial.

"Acreditamos na juventude e trabalhamos com ela ajuda para o seu bem-estar. Andrés Arauz será o presidente mais jovem da história. Está preparado e tem toda a capacidade para completar este desafio. Pode contar comigo, onde quer que eu esteja!", concluiu Correa.

A lei equatoriana exige que o candidato a vice-presidente se apresente fisicamente perante as autoridades eleitorais para assinar os documentos de candidatura.

Entretanto, se Correa fizer, corre o risco de ser preso por uma sentença de oito anos sob a acusação de suborno para financiar seu ex-partido, bem como uma ordem de prisão preventiva para um julgamento por acusação de sequestro de um opositor de seu governo. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA