Presidente do Peru escapa de impeachment

Martín Vizcarra sobreviveu com amplo apoio no Congresso

Martín Vizcarra deixará o cargo em meados de 2021
Martín Vizcarra deixará o cargo em meados de 2021 (foto: EPA)
15:09, 20 SetLIMA ZLR

(ANSA) - O Congresso do Peru rejeitou nesta sexta-feira (19) o impeachment do presidente Martín Vizcarra, que era acusado de "incapacidade moral" pela oposição.

A votação no parlamento unicameral peruano terminou com 78 votos contrários à destituição do mandatário e 32 a favor, com 15 abstenções. Para aprovar o impeachment, eram necessários pelo menos 87 votos favoráveis.

"Os grandes desafios do Peru exigem que nós atuemos com sensatez e responsabilidade. Seguimos trabalhando todos unidos pelo que realmente importa aos peruanos: a luta contra a pandemia, a retomada econômica, o fortalecimento da democracia, o combate à corrupção, para melhorar a qualidade de vida de quem mais necessita", escreveu Vizcarra no Twitter após a votação.

No poder desde março de 2018, o presidente ficou sob risco de impeachment após o vazamento de áudios nos quais ele pede para assessores esconderem de investigadores do Congresso detalhes sobre a contratação de um cantor popular para um cargo no Ministério da Cultura.

O Peru terá eleições gerais em abril do ano que vem e, segundo as pesquisas, Vizcarra, que não será candidato, tem hoje apoio de mais da metade da população. (ANSA) 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA