Pedro Castillo é proclamado vencedor de eleições no Peru

Segundo turno do pleito ocorreu há mais de um mês

Pedro Castillo comemora com a futura vice-presidente do Peru, Dina Boluarte
Pedro Castillo comemora com a futura vice-presidente do Peru, Dina Boluarte (foto: EPA)
07:58, 20 JulLIMA ZLR

(ANSA) - Após mais de um mês de espera, o candidato da esquerda radical Pedro Castillo foi proclamado vencedor das eleições presidenciais no Peru na noite desta segunda-feira (19).

De acordo com o Escritório Nacional de Processos Eleitorais (Onpe), o professor rural de 51 anos de idade obteve 50,13% dos votos e superou sua rival, a conservadora Keiko Fujimori (49,87%), filha do ex-presidente Alberto Fujimori e que havia denunciado fraudes na apuração.

O segundo turno foi realizado em 6 de junho, e Castillo ultrapassou Fujimori já no final da contagem, com a chegada dos votos de áreas rurais.

"Anuncio que, cumprindo com meus compromissos assumidos com todos os peruanos, com Mario Vargas Llosa e com a comunidade internacional, vou reconhecer os resultados, porque é isso que manda a lei e a Constituição", disse a candidata derrotada, abdicando do discurso de "fraude".

Líder do partido Peru Livre, Castillo agradeceu ao povo por uma "vitória histórica" e disse no Twitter que "chegou o momento de chamar todos os setores da sociedade para construir juntos" um país "inclusivo e justo".

"Convocamos os povos afro, costeiros, andinos e amazônicos, a classe trabalhadora e suas organizações, as comunidades nativas, camponesas e toda a sociedade para fazer desta uma pátria bela. Hoje começa uma nova etapa em nossa história", afirmou.

Castillo tomará posse em 28 de julho, assumindo um país mergulhado em uma crise política - o Peru chegou a ter três presidentes em uma semana em novembro de 2020 - e sanitária, com mais de 195 mil mortos na pandemia de Covid-19 e a maior taxa de mortalidade no mundo (600 óbitos para cada 100 mil habitantes). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA