Venezuela confirma relaxamento de sanções dos EUA

Objetivo é permitir a retomada do diálogo com a oposição

Governo de Nicolás Maduro vai retomar diálogo com oposição
Governo de Nicolás Maduro vai retomar diálogo com oposição (foto: EPA)
09:11, 18 MaiCARACAS ZLR

(ANSA) - O governo da Venezuela confirmou que os Estados Unidos relaxaram algumas das sanções impostas nos últimos anos, autorizando empresas de petróleo a retomar as operações no país latino-americano.

"O governo da Venezuela verificou e confirmou as notícias segundo as quais os Estados Unidos autorizaram companhias petrolíferas nacionais e europeias a negociar com Caracas. A Venezuela espera que essas decisões abram caminho para a revogação total das sanções ilegais que atingem todo o nosso povo", disse nesta terça-feira (17) a vice-presidente Delcy Rodríguez.

De acordo com Juan González, conselheiro da Casa Branca para América Latina, o relaxamento das sanções busca reativar o diálogo entre governo e oposição na Venezuela, mas novas flexibilizações vão depender de avanços concretos nas negociações.

"Atenuaremos a pressão baseando-se em fatos e resultados ambiciosos e concretos que levem a Venezuela a eleições livres e democráticas", declarou o assessor. O presidente da Assembleia Nacional, Jorge Rodríguez, já teve um encontro com um representante da oposição, Gerardo Blyde, para reativar as negociações no México.

Washington e Caracas romperam relações diplomáticas em 2019, quando o governo de Donald Trump definiu a reeleição de Nicolás Maduro como fraudulenta e reconheceu o líder da oposição Juan Guaidó como chefe de Estado interino da Venezuela. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA