Cibus vai destacar alimentos Kosher e Halal

Feira de alimentos italiana acontece em maio em Parma

17:40, 06 MarROMA Paul Virgo

(ANSA) - A gastronomia italiana é sucesso no mundo todo graças às arraigadas tradições culinárias do país. No entanto, os produtores de alimentos da nação europeia têm sido bem sucedidos ao adaptar essa herança às demandas da vida moderna. Isso pode ser visto de diversas maneiras, incluindo em uma recente tendência nas companhias locais de fazer suas mercadorias por meio de métodos Kosher ou Halal, para que judeus e muçulmanos possam aproveitá-las.
    Essas empresas terão a oportunidade de mostrar suas novidades para os mercados internacionais na 17ª edição da feira de alimentos bienal Cibus, que vai acontecer entre os dias 5 e 8 de maio em Parma, lar do famoso presunto que leva o nome da cidade e do queijo Parmigiano Reggiano, além de ser considerada a capital culinária da Itália.
    O evento dará atenção especial a um programa de certificação promovido pelo governo e pela Federação Nacional de Alimentos e Bebidas (Federalimentare), com o auxílio da comunidade judaica italiana e do Centro de Cultura Islâmica do país. Os compradores presentes receberão catálogos com as mercadorias que seguem os preceitos Kosher e Halal, ajudando a impulsionar ainda mais um segmento já em crescimento.
    Nos primeiros 11 meses de 2013, as exportações de alimentos para os Emirados Árabes Unidos aumentaram 27,7%, enquanto cresceram 16,9% para a Arábia Saudita, 20,7% para a Turquia, 42,6% para a Líbia e 67% para a Argélia. No ano passado, uma alta de 7,1% nas vendas para outros países compensou a queda de 2,1% na comercialização para o mercado doméstico entre janeiro e novembro.
    Já as exportações para a Europa subiram 4,9% no período, além de cresceram 5,4% para os Estados Unidos, 21,3% para a Rússia, 9,7% para a China, 10,5% para a Índia, 7,2% para o Brasil e 20,5% para a África do Sul.
    Focando em produtos Kosher e Halal, a Cibus também devotará atenção especial para outras áreas em expansão, como a de alimentos orgânicos, setor em que a Itália é líder mundial, e de comidas adaptadas a pessoas com intolerância ao glúten. Enquanto isso, a sessão "Bolhas de Cibus" vai abordar os espumantes italianos e as melhores formas de harmonizá-los na gastronomia.
    "Este ano nós trabalhamos para oferecer aos distribuidores e produtores uma feira renovada, que se adapta às demandas do mercado", afirmou Elda Ghiretti, gerente de marca do evento.
    "Nós tivemos uma excelente resposta, tanto que já reservamos todos os 130 mil m² de área de exposição e temos muitas companhias na lista de espera", acrescentou.
    Os organizadores da feira se orgulham do fato de que ela vai reunir muitos grandes produtores, mas também por apresentar diversas pequenas e médias empresas, que de outra maneira teriam dificuldades para alcançar um público internacional. A Cibus também trabalha para promover companhias italianas em outras feiras.
    Ao longo dos últimos dois anos, os responsáveis pelo evento conduziram uma campanha chamada Cibus Market Check, que inclui encontros em várias partes do mundo, proporcionando a dezenas de fabricantes da Itália a chance de encontrar compradores e distribuidores estrangeiros. Atualmente, uma iniciativa do tipo está acontecendo em Tóquio, no Japão.
    Muitas pessoas que visitaram os Cibus Market Checks nos EUA, no Brasil, na Rússia e na Tailândia estarão na cidade de Parma em maio para a feira de alimentos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en