Livraria Rizzoli reabre suas portas em Milão

Local já reuniu a intelectualidade italiana e internacional

A livraria Rizzoli reabriu suas portas, após reforma. Ela foi inaugurada em 1949 (foto: ANSA)
20:40, 05 NovSÃO PAULO ZAR

(ANSA) - Local onde nomes como Umberto Eco e Pablo Neruda fizeram noites de autógrafo, a livraria Rizzoli, uma das mais tradicionais de Milão, reabriu as portas após uma reforma que durou quatro meses. Localizada na também renovada galeria Vittorio Emanuele, a Rizzoli modernizou seu espaço, onde reúne mais de 40 mil títulos.


    Espalhada por três andares, com sua imponente fachada, a Rizzoli agora conta com poltronas modernas e coloridas que se misturam com o estilo clássico de um imóvel aberto em 1949.


    A tradição também manteve seu espaço. Apesar da reforma, os administradores mantiveram o café fora da livraria. Quem quiser tomar um, entre uma página e outra, terá que dar uma volta pela Vittorio Emanuele, uma das principais atrações turísticas da cidade. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA