'Empregos agrícolas cresceram no sul', diz Coldiretti

A análise foi feita com base nos dados do Istat em 2015

'Empregos agrícolas cresceram no sul', diz Coldiretti
'Empregos agrícolas cresceram no sul', diz Coldiretti (foto: Ansa)
13:25, 22 SetPALERMO ZAR

(ANSA) - Empregos agrícolas tiveram a maior taxa de crescimento de 2015 no sul da Itália, segundo a Coldiretti, principal associação de representantes do setor no país. Houve um aumento de 11% de trabalhadores contratados neste ano, uma porcentagem que sobe para 31% se forem consideradas apenas mulheres no setor. A análise foi feita com base nos dados do Instituto Nacional de Estatísticas (Istat) no segundo trimestre deste ano e apresentada durante o Dia da Agricultura Italiana na Expo Milão 2015, que contou com a participação de centenas de agricultores sicilianos. "A nível geral, o número de trabalhadores contratados em campos italianos cresceu 5% se comparado com o mesmo período no ano passado e cinco vezes mais da média italiana", explicou a associação. "Impulsionando o crescimento, esteve o resultado alcançado em regiões do sul, que subiu 11%, assim como um aumento de mulheres que trabalham no campo, com desenvolvimento de 10% na contratação delas na agricultura em 2015, se comparado a 3% na contratação de homens", pontuou a Coldiretti.
    A entidade também ressaltou que houve um aumento da agricultura rosa, com quase uma em três empresas conduzidas por mulheres (28,9%), tendo um impacto importante no renovamento do setor.
    (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA