Laura Pausini e italiano 'Pinóquio' são indicados ao Oscar

'Mank' recebeu mais indicações; 'Bacurau' ficou de fora

Pausini comemorou a indicação ao Oscar
Pausini comemorou a indicação ao Oscar (foto: ANSA)
11:12, 15 MarNOVA YORK ZGT

(ANSA) - A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou nesta segunda-feira (15) os indicados à 93ª edição do Oscar. Entre eles, estão a cantora Laura Pausini e o filme italiano "Pinóquio", de Matteo Garrone.

Pausini está concorrendo na categoria melhor canção original com "Io Sí", canção do filme "Rosa e Momo" ("La Vita Davanti a Sé"), dirigido por Edoardo Ponti. Há cerca de 15 dias, a cantora recebeu o Globo de Ouro pelo mesmo trabalho, que é fruto de uma colaboração com Diane Warren e Niccolò Agliardi.

"Ainda não acredito. Poder fazer parte de um projeto como 'The Life Ahead' com Edoardo Ponti e Sophia Loren foi para mim um dos maiores presentes que a vida poderia me dar. E agora saber que fui indicada ao Oscar vai além de qualquer desejo ou expectativa que poderia sonhar", escreveu em uma longa mensagem em sua conta no Instagram.

Pausini ainda destacou o fato de "uma canção em italiano" ser indicada ao prêmio e ressaltou "estar muito honrada de representar a Itália em uma das cerimônias mais importantes da indústria do entretenimento mundial".

Já o longa de Garrone foi indicado em categorias técnicas, nos prêmios de melhor figurino e melhor maquiagem e cabelo. A decepção para os italianos ficou na categoria de melhor documentário, pois "Notturno", de Gianfranco Rosi, não foi selecionado entre os cinco concorrentes.

O longa mais indicado foi "Mank", de David Fincher, com 10 indicações e que está disponível na Netflix. O longa é um drama escrito pelo pai do diretor, Jack Fincher, e tem como pano de fundo a produção de outro filme "Cidadão Kane", lançado em 1941 e grande vencedor do Oscar.

Na sequência, seis filmes receberam seis indicações cada um: "Judas e o Messias Negro", "Meu Pai", "Minari", "Nomaland", "Os 7 de Chicago" e "O Som do Silêncio".

O ator Chadwick Boseman recebeu uma indicação póstuma por sua atuação em "A Voz Suprema do Blues".

Outro destaque é o fato de, pela primeira vez na história do Oscar, duas mulheres terem sido indicadas na categoria de melhor direção: Chloé Zhao, por "Nomadland", e Emerald Fennell, por "Bela Vingança", disputarão a estatueta contra David Fincher, por "Mank", Thomas Vinterberg, por "Druk - Mais uma rodada", e Lee Isaac Chung, por "Minari".

O brasileiro "Bacurau", de Kleber Mendonça, que estava pré-indicado, ficou de fora da lista dos cinco melhores filmes internacionais. "Druk - Mais uma rodada", da Dinamarca, "Shaonian de ni", de Hong Kong, "Collective", da Romênia, "The man who sold his skin", da Tunísia e "Quo vadis, Aida?", da Bósnia e Herzegovina estão na disputa.

A premiação do Oscar será realizada no próximo dia 28 de abril, em data que foi postergada por conta da pandemia da Covid-19. A data original era 28 de fevereiro.

Além disso, a Academia fez algumas mudanças nos critérios de classificação para abranger a maior parte possível dos filmes lançados já que os Estados Unidos ficaram por meses com os cinemas fechados por conta da crise sanitária. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA