Vencedor do Prêmio Strega, Antonio Pennacchi morre aos 71 anos

Escritor italiano ganhou premiação literária na edição 2010

Escritor italiano ganhou premiação literária na edição 2010 (foto: ANSA)
16:11, 03 AgoROMA ZCC

(ANSA) - O escritor Antonio Pennacchi, vencedor da edição de 2010 do Prêmio Strega, morreu nesta terça-feira (3), aos 71 anos, em sua casa em Latina, informou a editora Mondadori.

Segundo as informações preliminares, o italiano teria sofrido um ataque cardíaco fulminante enquanto falava ao telefone. Sua esposa chegou a pedir socorro, mas ele não resistiu.

Nascido em Latina em 1950, Pennacchi se dedicou à política desde cedo e se filiou ao neofascista Movimento Social Italiano (MSI). No entanto, após conflitos com líderes do partido, ele seguiu para a sigla marxista-lenista, a União dos Comunistas Italianos.

Na sequência, ele começou a trabalhar como operário na Alcatel Cavi, onde permaneceu mais de 30 anos. Em 1983, foi demitido e decidiu se formar em Letras e Filosofia para ingressar na carreira de escritor.

Entre suas principais obras estão "Canale Mussolini" (2010), "Storia di Karel" (2013), "Camerata Neardertal. Libri, fantasmi e funeral vari" (2014), "Canale Mussolini. Parte seconda" (2015), "Il delitto di Agora" (2018), uma releitura do thriller "Una nuvola rossa" (1998) e "La Strada del mare" (2020).

Em 2010, Pennacchi ganhou o Prêmio Strega, principal concurso literário da Itália, por seu romance Canale Mussolini. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en