'Pandemia não vai parar o cinema', diz Bong Joon-ho

Sul-coreano preside o júri do Festival de Veneza

Bong Joon-ho preside júri do Festival de Veneza
Bong Joon-ho preside júri do Festival de Veneza (foto: ANSA)
14:13, 01 SetVENEZA ZLR

(ANSA) - O diretor sul-coreano Bong Joon-ho, vencedor do Oscar por "Parasita", afirmou nesta quarta-feira (1º) que a pandemia "não vai parar o cinema".

Bong está na Itália como presidente do júri do Festival de Veneza, que acontece entre 1º e 11 de setembro, e falou com a imprensa antes da abertura oficial da mostra.

Segundo o cineasta, a Covid-19 causou sofrimentos em todo o mundo, inclusive para os diretores, mas é preciso considerá-la como uma "prova". "A pandemia não vai parar o cinema", garantiu.

Ao seu lado no júri, Bong terá os diretores Chloé Zhao, Alexander Nanau e Saverio Costanzo e as atrizes Virginie Efira, Cynthia Erivo e Sarah Gadon.

O sul-coreano também disse ser fã do cinema italiano e afirmou estar "emocionado" com a nova geração de diretores no país europeu. "Espero com ansiedade para ver o trabalho dos jovens, lembro de 10 anos atrás, quando vi, 'Corpo Celeste', de Alice Rohrwacher, gostei muitíssimo", declarou.

A Itália terá cinco filmes na disputa pelo Leão de Ouro: "A Mão de Deus", de Paolo Sorrentino; "Freaks Out", de Gabriele Mainetti; "Qui Rido Io", de Mario Martone; "Il Buco", de Michelangelo Frammartino; e "America Latina", de Fabio e Damiano D'Innocenzo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA