Polícia investiga morte de 8 pessoas em show de Travis Scott

Um dos feridos entrou com processo contra artista e organização

Incidente em show de Travis Scott deixou mortos e feridos na sexta-feira
Incidente em show de Travis Scott deixou mortos e feridos na sexta-feira (foto: EPA)
11:52, 08 NovSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - A morte de oito pessoas durante um show do rapper Travis Scott na última sexta-feira (5) está sendo investigada pelas autoridades de Houston, no Texas.

Segundo a mídia norte-americana, as vítimas tinham entre 14 e 27 anos e morreram sufocadas e pisoteadas quando uma multidão avançou em direção ao palco principal do evento.

Ao todo, cerca de 50 mil pessoas estavam presentes.

Além das vítimas, 25 pessoas foram levadas para hospitais da região e mais de 300 precisaram de atendimento médico no evento. Alguns dos feridos denunciaram o evento por não ter socorristas suficientes no local.

Uma dessas pessoas que ficaram feridas, Manuel Souza, entrou com um processo contra o artista e contra a organização dos eventos pedindo uma indenização de US$ 1 milhão por conta das graves lesões que sofreu ao ser pisoteado durante a confusão.

Muitos testemunhos dão conta que Scott não parou o show quando viu a confusão. Em imagens divulgadas nas redes sociais, é possível ver que ele chegou a parar uma música, mas seguiu com a apresentação normalmente até o fim.

No sábado (7), quase um dia depois do incidente, o rapper se manifestou pelo Instagram dizendo estar "devastado" com a tragédia e pedindo para que os fãs colaborassem ao máximo com as autoridades contando o que vivenciaram no local.

O chefe da polícia de Houston, Troy Finner, afirmou ainda que, além do pisoteamento, os agentes estão investigando a denúncia de que havia pessoas "injetando drogas" em desconhecidos e que, algumas das vítimas, caíram inconscientes no chão antes de serem empurradas durante a confusão. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA