Jimmie Durham, vencedor do Leão de Ouro em Veneza, morre aos 81 anos

Jimmie Durham participou da Bienal de Veneza em cinco edições
Jimmie Durham participou da Bienal de Veneza em cinco edições (foto: ANSA)
16:17, 17 NovROMA ZCC

(ANSA) - O escultor, ensaísta e poeta americano Jimmie Durham, vencedor do Leão de Ouro por sua carreira na 58ª Exposição Internacional de Arte da Bienal de Veneza em 2019, morreu nesta quarta-feira (17) em Berlim, na Alemanha.

Considerado um dos nomes mais influentes da arte contemporânea, Durham faleceu aos 81 anos de idade. Até o momento, a causa da morte não foi revelada.

O artista nasceu no estado americano de Arkansas em 1940, mas viveu em Nápoles, na Itália, por muitos anos. Nas décadas de 1960 e 1970, Durham se comprometeu com a luta dos direitos civis dos afro-americanos e nativos.

Ao longo de sua carreira, o americano participou de ao menos cinco edições da Bienal de Veneza (1999, 2001, 2003, 2005 e 2013) e realizou mostras em diversas cidades do mundo, como Los Angeles, Roma, Londres, Nápoles e Bruxelas.

Em 2017, Durham chegou a receber o prêmio Robert Rauschenberg e, em 2019, ganhou o Leão de Ouro pelo conjunto de sua obra na exposição na Itália. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en