Chefe italiano renomado traz menu da Sardenha a SP

Manuele Fanutza reuniu multidões na Expo para provar seus pratos

Manuele Fanutza comanda um restaurante indicado pelos principais guias
Manuele Fanutza comanda um restaurante indicado pelos principais guias (foto: Divulgação)
20:23, 27 OutSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Considerado um embaixador da culinária da Sardenha, na Itália, o chefe de cozinha Manuele Fanutza estará até o próximo sábado (31) no comando da Casa Santo Antônio, em São Paulo, como parte da programação da 4ª Settimana dela Cucina Regionale Italiana, que trouxe ao Brasil os mais renomados representantes das 20 regiões do país mediterrâneo.

 

Até o fim de semana, Fanutza, que na Itália assina o cardápio do restaurante Letizia, indicado pelos principais guias turísticos e o qual está nas mãos de sua família há 40 anos, oferecerá ao público paulistano pratos típicos da Sardenha, como mexilhões com lascas de ovas de tainha secas, tomate recheado com sêmola, ravióli de ricota e espinafre, nhoque de sêmola com ragu de linguiça, leitãozinho assado, tortinha de pecorino com laranja e mel e doce de claras de ovos e frutas secas. O menu exclusivo do festival sai por R$ 79 no almoço e R$ 109 no jantar.

 

Fanutza, que reuniu uma multidão na feira universal Expo Milão 2015 para provar suas premiadas delícias temperadas com ervas, disse, em entrevista à ANSA, que o sucesso da culinária italiana está na simplicidade.

 

ANSA: Qual a peculiaridade da gastronomia italiana? O que a caracteriza?

Fanutza: A peculiaridade gastronômica italiana é a excelência dos produtos agrícolas e a simplicidade nas combinações, além de uma gama de produtos alimentares e biodiversidade que não há igual no mundo.

 

ANSA: Quais os principais elementos da cozinha da Sardenha?

Fanutza: Pode-se dizer que os elementos estão ligados à extraordinária biodiversidade dos produtos e à variedade dos itens que a ilha tornou única no mundo, como o azeite, o pão, a carne e as ervas aromáticas.

 

ANSA: Já esteve no Brasil? O que acha da culinária local?

Fanutza: Sim, já estive várias vezes. O Brasil foi a descoberta gastronômica de uma terra fantástica. As carnes, frutas e combinações são incomparáveis no mundo. Apostaria nesses elementos para criar uma cozinha que, além de valorizar a carne assada conhecida em todo o mundo, dá uma maior identidade culinária ao Brasil.

 

Informações: www.settimanacucinaitaliana.com.br

De 24 a 31 de outubro (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA