Michelle Obama revela que enfrenta 'leve depressão'

Advogada citou quarentena e 'hipocrisia' de Trump como causas

Michelle Obama revelou informação durante podcast no Spotify
Michelle Obama revelou informação durante podcast no Spotify (foto: EPA)
11:55, 06 AgoWASHINGTON ZGT

(ANSA) - A advogada e ex-primeira-dama dos Estados Unidos Michelle Obama revelou que sofre com uma "leve depressão" devido à quarentena da pandemia do novo coronavírus, da luta antirracismo e da "hipocrisia" do governo de Donald Trump.

Michelle falou sobre o tema durante seu podcast no Spotify nesta quarta-feira (05) e abriu sua intimidade para os ouvintes.

"Eu acordo no meio da noite porque algo me preocupa ou porque sinto um peso. Tento combater esse estado com a rotina, mas tenho problemas, por exemplo, em seguir meu programa de exercícios físicos. [...] Em períodos dessa quarentena, eu tenho me sentido muito para baixo", disse a advogada.

A ex-primeira-dama afirmou que sabe que "todo mundo sente" esses "altos e baixos" durante esse período e que tem essa sensação de que "você não é você mesmo".

"Sei que estou lidando com uma forma leve de depressão. Mas isso não é só pela quarentena, mas também pelas lutas raciais, e só o fato de ver um governo como esse, ver a hipocrisia dia após dia, isso é desanimador", refletiu.

Assim como seu marido, o ex-presidente Barack Obama, Michelle vem usando sua voz e seu alcance para tentar conscientizar os norte-americanos sobre as graves questões envolvendo o racismo e também sobre a importância do voto nas eleições presidenciais deste ano. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA