Cantora Marília Mendonça morre em acidente de avião em MG

Avião com Marília Mendonça cai no interior de MG
Avião com Marília Mendonça cai no interior de MG (foto: Reprodução Redes Sociais)
19:50, 05 NovSAN PAULO ZCC

(ANSA) - A cantora Marília Mendonça e mais quatro pessoas morreram na tarde desta nesta sexta-feira (5) após a queda de um avião de pequeno porte na zona rural de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais.

"Com imenso pesar, confirmamos a morte da cantora Marília Mendonça, seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e copiloto do avião, os quais iremos preservar os nomes neste momento. O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite. De momento, são estas as informações que temos", diz a nota da assessoria da cantora.

A artista, de 26 anos, tinha um show marcado em Caratinga na noite de hoje e viajava junto com seu produtor, o tio da cantora, o piloto e o copiloto. Dois corpos já foram removidos para a realização de necropsia.

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais", diz a nota dos Bombeiros.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) informou que a aeronave era um bimotor Beech Aircraft King Air, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros.

Segundo a Anac, o avião está em situação regular e tem autorização para fazer táxi aéreo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, o acidente ocorreu em uma área com curso d'água próximo da BR 474, a cerca de 11 km do centro da cidade. No local da queda há a ocorrência de correnteza, por isso, o veículo foi estabilizado antes do início do resgate.

Os trabalhos de resgate estão sendo feito pelas equipes do Corpo de Bombeiros Militar de Caratinga e do Samu.

Nascida em Cristianópolis (GO) em 22 de julho de 1995, Marília estava no auge de sua carreira. Com apenas 26 anos, ela surgiu como ícone do “feminejo” em 2016, com sucessos como “Infiel” e “Eu sei de cor”.

Antes, ela já era compositora de sucessos do sertanejo. Entre os hits estão "Minha Herança" (João Neto & Frederico), "Muito Gelo, Pouco Whisky" (Wesley Safadão), "Até Você Voltar", "Cuida Bem Dela", "Flor e o Beija-Flor" (Henrique & Juliano), "Ser Humano ou um Anjo" (Matheus & Kauan), "Calma" (Jorge & Mateus) e "É Com Ela Que Eu Estou" (Cristiano Araújo).

Pouco antes de embarcar, Marília fez um vídeo em que aparecia entrando no avião e outro já dentro e publicou em suas redes sociais. A cantora deixa um filho, Léo, que completará dois anos em dezembro. 

 

Reação -

A Secretaria de Cultura do governo de Jair Bolsonaro divulgou na tarde desta sexta-feira (5) uma nota lamentando a morte da cantora Marília Mendonça, que faleceu em um acidente aéreo no interior de Minas Gerais.

"Marília Mendonça deixa um legado para a música regional brasileira e cultura do Brasil. Certamente não será esquecida. Nossos sentimentos aos familiares e amigos. Descanse em paz, 'cantora do mundo' #EquipeSecult", diz uma nota publicada nas redes sociais. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA