Morre De Klerk, último presidente branco da África do Sul

Ao lado de Mandela, político recebeu Nobel da Paz de 1993

De Klerk foi, ao lado de Mandela, premiado com o Nobel da Paz por por fim ao apartheid
De Klerk foi, ao lado de Mandela, premiado com o Nobel da Paz por por fim ao apartheid (foto: EPA)
09:05, 11 NovJOHANESBURGO ZGT

(ANSA) - Morreu nesta quinta-feira (11), aos 85 anos, o ex-presidente da África do Sul Frederik de Klerk, informou a fundação que leva o seu nome. Há anos o político lutava contra o câncer de mesotelioma e "faleceu pacificamente em sua casa, em Fresnaye".

Último presidente branco, De Klerk governou o país entre 1989 e 1994, sendo o mandatário responsável por libertar Nelson Mandela e outros presos políticos.

Seu governo colocou fim ao regime do apartheid, iniciado em 1948, que impedia que os negros tivessem os mesmos direitos que os brancos, segregando todos os aspectos da vida das pessoas por conta da cor da pele.

Por conta disso, ele e Mandela receberam o Prêmio Nobel da Paz de 1993. Com a autorização para eleições multirraciais no mesmo ano, Mandela foi eleito presidente e teve De Klerk como seu vice-presidente entre 1994 e 1996. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA