Will Smith renuncia à Academia do Oscar após tapa em Chris Rock

Will Smith deu um tapa na cara de Chris Rock
Will Smith deu um tapa na cara de Chris Rock (foto: ANSA)
15:36, 02 AbrWASHINGTON ZCC

(ANSA) - O ator Will Smith apresentou na última sexta-feira (1º) sua renuncia como membro da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood após dar um tapa em Chris Rock na cerimônia de premiação do último domingo (27).

"Respondi diretamente ao aviso de audiência disciplinar da Academia e aceitarei integralmente todas e quaisquer consequências por minha conduta. Minhas ações na apresentação do 94º Oscar foram chocantes, dolorosas e imperdoáveis. A lista daqueles que machuquei é longa e inclui Chris (Rock), sua família, muitos de meus queridos amigos e entes queridos, todos os presentes e o público global em casa", afirmou o ator em comunicado enviado à revista "Variety".

Smith reforçou que traiu a confiança da academia e que privou "outros indicados e vencedores de sua oportunidade de celebrar e ser celebrado por seu trabalho extraordinário".

"Estou de coração partido. Quero colocar o foco de volta naqueles que merecem atenção por suas realizações e permitir que a Academia volte ao incrível trabalho que faz para apoiar a criatividade e a arte no cinema", acrescentou.

Por fim, ele anunciou que renunciou à Academia de Artes e Ciências Cinematográficas e disse que aceitará quaisquer outras consequências que o Conselho julgar apropriadas. "A mudança leva tempo e estou comprometido em fazer o trabalho para garantir que nunca mais permita que a violência ultrapasse a razão", enfatizou.

A saída de Smith significa que o ator não vai mais poder participar do processo de votação do Oscar, mas ele ainda poderá ser indicado, já que não é necessário ser membro da Academia para concorrer.

"Recebemos e aceitamos a renúncia imediata do senhor Will Smith da Academia", disse a instituição, enfatizando que vai continuar os "procedimentos disciplinares contra o senhor Smith por violações dos Padrões de conduta da Academia, antes da nossa próxima reunião de conselho no dia 18 de abril". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA