Depp volta a depor em processo contra Heard e nega agressão

Ator está processando ex-esposa por difamação e pede US$ 50 mi

Depp depôs novamente em processo em tribunal na Virgínia
Depp depôs novamente em processo em tribunal na Virgínia (foto: EPA)
14:35, 20 AbrNOVA YORK ZGT

(ANSA) - O ator Johnny Depp voltou a depor nesta quarta-feira (20) no processo que abriu contra sua ex-esposa, a também atriz Amber Heard, por difamação e que pede uma indenização de US$ 50 milhões. No tribunal em Fairfax, na Virginia, o artista afirmou que "nunca agrediu uma mulher em sua vida".

O depoimento durou cerca de três horas e Depp se disse "obcecado pela verdade" e que ficou em "choque completo" quando Heard fez as primeiras acusações após o divórcio. Segundo o ator, os dois discutiam, mas nunca houve nenhum tipo de agressão.

"Nunca agredi Amber e nenhuma mulher na minha vida. Foram seis anos difíceis. Uma hora você vive como a 'Cinderela' e no outro você é o 'Corcunda de Notre Dame'", disse aos juízes.

Depp entrou na justiça em 2018 contra a ex-esposa após ela ter publicado um artigo no jornal "The Washington Post" em que dizia ser uma sobrevivente de violência doméstica. Apesar de não citar o nome do ator, a defesa diz que as acusações eram contra Depp.

As audiências judiciais começaram há duas semanas e os advogados da artista afirmam que o ator era um parceiro violento e que abusava de drogas e do consumo de álcool. Além disso, afirmam que Depp o agrediu "física e sexualmente" e que Heard tem o direito constitucional de publicar sua opinião no jornal.  (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA