Câmara põe urgência em PL de regularização de terras invadidas

Greenpeace estima que até 65 mi hectares pode ser regularizados

Projeto de Lei versa sobre a regularização fundiária de terras da União
Projeto de Lei versa sobre a regularização fundiária de terras da União (foto: AFP)
15:51, 08 JunSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - A Câmara dos Deputados pode votar nesta terça-feira (8) o Projeto de Lei 2633/2020 que versa sobre a regularização fundiária de terras da União ocupadas, em uma ação batizada de "PL da Grilagem" pela oposição e por grupos de defesa do meio ambiente.

Segundo um cálculo da ONG Greenpeace, até 65 milhões de hectares de terras públicas invadidas poderão ser regulamentadas com a legislação.

"Hoje é o dia do estouro da boiada contra o meio ambiente, povos indígenas e agricultores familiares, responsáveis por manter ar, água e comida no país. Ruralistas e bolsonaristas querendo passar a boiada enquanto as pessoas morrem de fome e de Covid-19", escreveu a ONG em seu Twitter, referindo-se ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e sua polêmica fala de "passar a boiada" por conta da pandemia de Covid-19.

Além da "PL da Grilagem", também estão em pauta outros dois projetos - o 490, que refere-se ao fim da demarcação de territórios indígenas, e o 984, que debate a instalação de uma estrada dentro do Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná.

Os textos são defendidos pela bancada rural da Câmara e tem o apoio dos deputados governistas. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA