Itália libera vacina anti-Covid da Moderna para adolescentes

Aifa acolheu plenamente recomendações da agência europeia

Adolescentes vêm sendo vacinados desde o fim de maio na Itália
Adolescentes vêm sendo vacinados desde o fim de maio na Itália (foto: ANSA)
16:57, 28 JulROMA ZGT

(ANSA) - A Comissão Técnico-Científica (CTS) da Agência Italiana de Medicamentos (Aifa) autorizou a ampliação do uso da vacina anti-Covid da Moderna para pessoas com 12 a 17 anos nesta quarta-feira (28).

Com isso, os adolescentes agora podem ser imunizados com duas fórmulas, já que a Pfizer/BioNTech está sendo usada desde o fim de maio.

Em nota divulgada pela Aifa, o órgão ressalta que acolhe "plenamente" o parecer emitido pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), que liberou o imunizante no dia 23 de julho.

"Segundo a CTS, de fato, os dados disponíveis demonstram a eficácia e a segurança da vacina também para pessoas incluídas nessa faixa etária", finaliza o comunicado.

Na última atualização do Ministério da Saúde sobre o andamento da vacinação na Itália, ocorrida nesta madrugada, já receberam a primeira dose da vacina Cominarty cerca de 1,3 milhão de jovens na faixa entre 12 e 19 anos, o que representa 29,6% dessa população - que é de pouco mais de 4,6 milhões de pessoas.

Outros 670,3 mil (14,4%) iniciaram a imunização com a primeira aplicação.

Ao todo, a Itália aplicou 66,4 milhões de doses e pouco mais de 31 milhões de pessoas completaram o ciclo vacinal - o que corresponde 57,4% dos cidadãos com mais de 12 anos. (ANSA).


   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA