Série do Netflix sobre Lava Jato causa polêmica

Site de esquerda pediu boicote ao serviço de streaming

Série do Netflix sobre Lava Jato causa polêmica
Série do Netflix sobre Lava Jato causa polêmica (foto: Divulgação/ Netflix)
17:17, 26 MarSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A série "O Mecanismo", lançada pela plataforma de streaming Netflix na última sexta-feira (23), virou motivo de polêmica no Brasil e está sendo acusada de "não condizer com a realidade".

O seriado foi criado por José Padilha ("Tropa de Elite") e levanta um histórico da Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro que movimentaram bilhões de reais em propina.

Um dos principais personagens é Roberto Ibrahim, acusado de evadir mais de R$ 39 milhões e inspirado no doleiro Alberto Youssef, peça-chave da Lava Jato.

No entanto, as "coincidências" não agradaram a todos. A ex-presidente Dilma Rousseff publicou uma nota de repúdio ao seriado neste domingo (25), na qual acusa Padilha de "propagar fake news".

Para ela, por mais que a história seja baseada em fatos reais, o cineasta distorce a realidade e pratica o "assassinato de reputações". Dilma ainda menciona "o desplante de usar as célebres palavras do senador Romero Jucá (PMDB-RR) sobre 'estancar a sangria', na época do impeachment fraudulento, num esforço para evitar que as investigações chegassem até os golpistas".

"Juca confessava ali o desejo de 'um grande acordo nacional'. O estarrecedor é que o cineasta atribui tais declarações ao personagem que encarna o presidente Lula", comentou, sobre a mudança de falas no seriado.

Já o site de esquerda "Brasil 247" pede um boicote ao serviço de streaming, além de criticar o seriado, acusando-o de fazer campanha partidária e de receber incentivos de partidos políticos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA