Tácio Muzzi é escolhido para superintendência da PF do Rio

Órgão está no centro das acusações feitas por Sergio Moro

Polícia Federal está no centro das acusações feitas por Sergio Moro
Polícia Federal está no centro das acusações feitas por Sergio Moro (foto: GISELE PIMENTA/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO)
16:46, 06 MaiSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - Em mais uma troca de cargos, o novo diretor-geral da Polícia Federal (PF), Rolando de Souza, escolheu o delegado Tácio Muzzi para assumir a Superintendência do órgão no Rio de Janeiro.

A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (6) após o atual chefe da corporação fluminense Carlos Henrique Oliveira ser nomeado para a direção-executiva da PF, a segunda ocupação mais importante.

Atualmente, Muzzi é delegado regional executivo da PF do Rio e já trabalhou interinamente na Superintendência em meio à crise deflagrada na instituição em 2019. Além disso, participou de alguns inquéritos de combate à corrupção como, por exemplo, a operação Gladiador, responsável por prender o ex-chefe de Polícia Civil do Rio Álvaro Lins.

Esta é a quinta alteração que Souza realiza em superintendências da PF nos estados do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Alagoas, Paraíba e Tocantins.

O novo diretor-geral foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para liderar a PF depois que a nomeação de Alexandre Ramagem para o cargo foi suspensa por decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes.

O órgão está no centro de uma polêmica desde que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro acusou Bolsonaro de tentar interferir politicamente na Polícia Federal. No último sábado (2), durante seu depoimento às autoridades, o ex-juiz federal afirmou que, em fevereiro deste ano, o presidente admitiu querer mudar o superintendente do Rio.

"Moro você tem 27 Superintendências, eu quero apenas uma, a do Rio de Janeiro'", diz a mensagem enviada a Moro, de acordo com suas declarações.

Hoje, a Justiça Federal de Brasília deu 72 horas para Bolsonaro explicar a troca na liderança da PF do Rio. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA