Bolsonaro posta vídeo do Papa sem máscara, mas ignora números

Pandemia está sob controle na Itália e no Vaticano

Papa Francisco conversa com fiéis durante audiência geral no Vaticano
Papa Francisco conversa com fiéis durante audiência geral no Vaticano (foto: ANSA)
20:15, 23 JunSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Criticado por promover aglomerações e desestimular o uso de máscaras, o presidente Jair Bolsonaro postou no Twitter um vídeo que mostra o papa Francisco cumprimentando uma multidão de fiéis e sem o dispositivo de proteção facial.

"Bom dia a todos!", escreveu Bolsonaro na rede social, cerca de dois dias depois de ter mandado uma jornalista calar a boca após ela tê-lo questionado por não usar máscara, uma das principais medidas sanitárias para evitar o contágio pelo coronavírus Sars-CoV-2.

Imediatamente, apoiadores do presidente criticaram a imprensa por não repercutir o fato de o Papa não usar máscara. O Vaticano é um enclave situado no coração de Roma, capital da Itália, país que está com a pandemia sob controle há várias semanas.

De acordo com o Ministério da Saúde italiano, foram registrados apenas 835 casos e 31 mortes na última terça-feira (22), enquanto o Brasil teve 87.822 contágios, número mais de 100 vezes maior, e 2.131 óbitos, cifra quase 70 vezes superior à do país europeu.

A Itália acumula 127.322 mortes desde o início da pandemia, com taxa de mortalidade de 211 vítimas para cada 100 mil habitantes, enquanto o Brasil soma 504.717 óbitos, com mortalidade de 240 vítimas para cada 100 mil habitantes.

Além disso, cerca de 53% da população italiana está ao menos parcialmente vacinada contra a Covid-19, índice que cai para 31% no Brasil, de acordo com o portal Our World in Data.

Mais de 27% dos habitantes da Itália já tomaram as duas doses da Pfizer, da Moderna ou da AstraZeneca ou a dose única da Janssen, enquanto no Brasil menos de 12% concluíram o ciclo de imunização.

O próprio Vaticano não registra casos de Covid desde outubro de 2020 e já vacinou toda a sua população, incluindo o papa Francisco, com a fórmula da Biontech/Pfizer. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en