Bolsonaro anuncia que indicou Aras para novo mandato na PGR

Presidente voltou a ignorar lista de associação nacional

Aras foi indicado para mais dois anos à frente da PGR
Aras foi indicado para mais dois anos à frente da PGR (foto: EPA)
17:26, 20 JulSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - O presidente Jair Bolsonaro anunciou através de sua conta no Twitter nesta terça-feira (20) que indiciou que Augusto Aras seja reconduzido para o cargo de procurador-geral da República para mais dois anos.

"Encaminhei ao Senado Federal mensagem na qual proponho a recondução ao cargo de Procurador-Geral da República o Sr. Antônio Augusto Aras", escreveu Bolsonaro.

A mensagem foi rapidamente respondida pelo indicado, que disse estar "honrado com a recondução" e que reafirma "seu compromisso de bem e fielmente cumprir a Constituição e as leis do país".

Como ocorreu em 2019, Bolsonaro ignorou a lista tríplice de candidatos da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), que tinha os nomes de Luiza Frischieisen, Mario Bonsaglia e Nicolao Dino.

Apesar da lista não ser vinculante, era praxe do presidente em exercício escolher um dos três nomes indicados pela entidade até Bolsonaro. Agora, o nome de Aras será sabatinado pela Comissão de Justiça do Senado e precisa de aprovação dos senadores.

Desde o início do mandato, Aras mudou radicalmente a postura dos seus antecessores do cargo e se alinhou automaticamente com o governo Bolsonaro, evitando abrir processos ou apurar denúncias que envolvessem o presidente.

O atual procurador foi duramente criticado por seus pares por ter sido omisso em relação, especialmente, a inércia do governo federal durante a crise da Covid-19. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA