China e Rússia fecham acordo para construir estação na Lua

Acordo surge após semanas de rumores sobre cooperação espacial

Base lunar da China e da Rússia terá a missão de fazer pesquisas científicas
Base lunar da China e da Rússia terá a missão de fazer pesquisas científicas (foto: EPA)
11:58, 09 MarMOSCOU ZGT

(ANSA) - A China e a Rússia assinaram nesta terça-feira (9) um memorando para a construção de uma estação de pesquisa internacional na Lua, informa a imprensa estatal das duas nações. A confirmação surge após semanas de rumores sobre a parceria espacial.

Segundo o jornal chinês "Global Times" e a agência russa Interfax, o acordo foi assinado pelo chefe da agência espacial Roscosmos, Dmitri Rogozin, e pelo responsável da China National Space Administration (CNSA), Zhang Kejian.

Os dois governos farão todo o processo de maneira conjunta, diz ainda o jornal oficial chinês citando uma nota do CNSA, mas a base estará "aberta para as nações que tenham interesse no projeto bem como de todos os parceiros da comunidade internacional".

A ideia do projeto e fazer explorações e pesquisas científicas no astro no longo prazo, tanto no solo como na órbita lunar.

"China e a Rússia vão formular em conjunto o roteiro para a construção da estação lunar e trabalharão de maneira próxima no planejamento, projeto, implementação e operações da estação, o que também inclui a promoção do projeto para a comunidade aeroespacial internacional", ressalta o jornal chinês.

Um comunicado divulgado pela Roscosmos na metade de fevereiro previa que os primeiros passos dessa parceria serão os lançamentos de quatro missões (três chinesas e uma russa) e que, no início da década de 2030, "pequenas missões" com cosmonautas seriam realizadas.

Ainda conforme o documento do mês passado, "uma presença humana de longo prazo no polo sul da Lua é a meta para 2036-2045". (ANSA).

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA