WhatsApp é multado por violar dados pessoais na UE

Irlanda aplicou multa de 225 milhões de euros; app vai recorrer

WhatsApp disse que vai recorrer de multa aplicada pela Irlanda
WhatsApp disse que vai recorrer de multa aplicada pela Irlanda (foto: EPA)
12:23, 02 SetDUBLIN ZGT

(ANSA) - A Comissão para a Proteção de Dados da Irlanda (DPC) multou nesta quinta-feira (2) o aplicativo WhatsApp, que pertence ao Facebook, em 225 milhões de euros (cerca de R$ 1,3 bilhão) por falta de transparência no uso de dados pessoais de usuários na União Europeia.

A investigação contra o app começou em dezembro de 2018 após uma solicitação feita pelo Comitê de Proteção de Dados do bloco europeu para que fosse demonstrado como as informações dos usuários são compartilhadas entre o aplicativo de troca de mensagens e as demais empresas do grupo fundado por Mark Zuckerberg.

O pedido para os irlandeses se justifica porque o país abriga a sede do Facebook no continente e, assim, deve monitorar o cumprimento do Regulamento Geral de Proteção de Dados da UE (GDPR). Segundo a conclusão da autoridade digital irlandesa, o WhatsApp "não teria cumprido suas obrigações de transparência".

Um porta-voz do aplicativo afirmou à imprensa que a empresa "não concorda com a decisão sobre a transparência e que as sanções são completamente desproporcionais".

"Nós vamos apelar contra essa decisão", acrescentou o representante afirmando que a plataforma "se empenha em fornecer um serviço seguro e privado" e que "está trabalhando para garantir que as informações fornecidas sejam transparentes e completas". (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA