Facebook vai desativar sistema de reconhecimento facial

Rede social disse que há 'preocupações' sobre uso de ferramenta

Meta anunciou que Facebook não usará mais sistema de reconhecimento facial
Meta anunciou que Facebook não usará mais sistema de reconhecimento facial (foto: EPA)
11:19, 03 NovNOVA YORK ZGT

(ANSA) - A Meta, dona do Facebook, anunciou na noite desta terça-feira (2) que desativará seu sistema de reconhecimento facial em fotos e vídeos na rede social. A medida foi tomada por conta de uma avaliação que constatou "crescentes preocupações" com o uso desses dados.

"Nas próximas semanas, vamos encerrar o sistema de reconhecimento facial no Facebook. Continuamos a acreditar que a tecnologia é um bom instrumento, mas há também crescentes preocupações com seu uso", informou a Meta em nota.

Outro problema apontado é que a regulamentação desse uso ainda "não é clara" e que, por hora, "acreditamos que limitar o uso da ferramenta seja apropriado". Segundo a empresa de tecnologia, o Facebook já armazena imagens de mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo.

Desde que foi implantado, o sistema foi alvo de inúmeras críticas e processos tanto contra a rede social e também porque teria sido usado por governos para vigiar cidadãos. Multas milionárias foram aplicadas contra a empresa - que se chamava Facebook também, mas mudou de nome para Meta na última semana - tanto no âmbito federal norte-americano como em Illinois.

Na China, por exemplo, acredita-se que a rede social tenha sido utilizada para controlar a minoria muçulmana uigur, na província de Xinjiang. Nos EUA, diversas corporações policiais usaram a ferramenta para prender suspeitos, aumentando o temor por prisões erradas.

A mudança também ocorre no momento em que documentos internos e confidenciais sobre como o Facebook agia na divulgação de discursos de ódio e notícias falsas estão sendo revelados por uma ex-funcionária. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA