Tribunal da UE confirma multa de 2,4 bi de euros contra Google

Punição é por abuso de posição dominante com Google Shopping

Comissão Europeia impôs multa em 2017 contra Google por abuso de posição dominante
Comissão Europeia impôs multa em 2017 contra Google por abuso de posição dominante (foto: ANSA)
10:45, 11 NovBRUXELAS ZGT

(ANSA) - O Tribunal Geral da União Europeia confirmou uma multa de 2,42 bilhões de euros aplicada pela Comissão Europeia por abuso de posição dominante contra o Google nesta quarta-feira (10).

Anunciada em junho de 2017, a punição é por conta da empresa de tecnologia ter dado vantagens "ilegais" para o serviço de comparação de preços e vendas "Google Shopping", o que impossibilitou uma "concorrência saudável" para as empresas.

"A sentença transmite a mensagem clara que a conduta do Google era ilícita e dá ao mercado a necessária clareza jurídica. A Comissão continuará a utilizar todos os instrumentos a sua disposição para verificar o papel das grandes plataformas digitais, das quais as empresas e os usuários dependem", disse um dos porta-vozes da Comissão após a sentença.

O Google, por sua vez, também se manifestou por meio de um porta-voz e disse que "a decisão será examinada detalhadamente porque se refere a uma série de fatos muito específicos e que, ainda em 2017, fizemos modificações para se adequar à decisão da Comissão Europeia".

"Os anúncios no Shopping ajudam as pessoas a encontrar os produtos procurados de maneira simples e veloz e ajudam os comerciantes a atingir potenciais clientes", acrescentou ainda.

Em junho de 2017, essa era a maior multa a uma empresa de tecnologia aplicada pela União Europeia, em punição que foi superada em 2018 contra o próprio Google: uma multa de 4,3 bilhões de euros por abuso de posição dominante do sistema Android que a Alphabet, dona da empresa, também recorreu. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA