Governo anuncia Adriano Pires como novo presidente da Petrobras

Economista vai substituir no cargo o general Silva e Luna

Essa será a segunda troca de comando na Petrobras em um período de um ano
Essa será a segunda troca de comando na Petrobras em um período de um ano (foto: ANSA)
11:00, 29 MarSÃO PAULO ZRS

(ANSA) - Pressionado pelo aumento no preço dos combustíveis, o general da reserva Joaquim Silva e Luna foi demitido na última segunda-feira (28) da presidência da Petrobras. O Ministério de Minas e Energia também confirmou que o cargo será assumido pelo economista Adriano José Pires Rodrigues.

No dia 11 de março, a Petrobras anunciou o aumento do preço dos combustíveis, fato que deixou Silva e Luna ainda mais pressionado no cargo. A gasolina teve um acréscimo de 18,8%, enquanto o valor do diesel apresentou uma alta de 24,9%.

Silva e Luna, que estava no governo há pouco mais de um ano, teria sido avisado que deixaria o comando da Petrobras ontem (28). O presidente da República, Jair Bolsonaro, fez uma reunião no Palácio do Planalto com o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, e os comandantes das três Forças Armadas para conversar sobre o tema.

O general da reserva, que tinha um mandato de dois anos, havia assumido a presidência da empresa em fevereiro passado, após a demissão de Roberto Castello Branco. Na oportunidade, ele também sofreu uma enorme pressão pelo aumento dos preços e foi criticado por Bolsonaro.

O Ministério de Minas e Energia ainda confirmou que os acionistas da Petrobras se reunirão no dia 13 de abril para confirmar os nomes dos novos integrantes do Conselho da empresa, como do novo presidente, Rodolfo Landim. Silva e Luna, por sua vez, permanecerá na função até essa data.

Em um período de um ano, essa foi a segunda troca na presidência da Petrobras promovida pelo governo. (ANSA).
   

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA