FMI prevê alta de 0,6% na economia italiana em 2014

Em 2015, o Produto Interno Bruto do país deverá crescer 1,1%

Segundo o FMI, desemprego na Itália também deve apresentar uma pequena queda nos próximos anos
Segundo o FMI, desemprego na Itália também deve apresentar uma pequena queda nos próximos anos (foto: ANSA)
17:22, 24 MarROMA ZLR

(ANSA) - Em vias de sair de uma longa recessão, a economia da Itália deverá crescer 0,6% em 2014 e 1,1% em 2015.
    Essas são as estimativas do Fundo Monetário Internacional (FMI) apresentadas no relatório World Economic Outlook (WEO), ao qual a ANSA teve acesso. Segundo o documento, a taxa de desemprego do país deve cair dos atuais 12,9% para 12,4% até o final deste ano, chegando a 11,9% no próximo.
    "Novas medidas para retomar a oferta de crédito ainda poderão fazer o Produto Interno Bruto [PIB] crescer 2% ou mais", diz o estudo. Para o FMI, a persistente contração nos empréstimos bancários para empresas na zona do euro levanta preocupações de que a rigidez do crédito possa servir de obstáculo ao crescimento econômico.
    "As condições de crédito na Itália se deterioraram fortemente no final de 2011, quando os rendimentos sobre a dívida soberana aumentaram muito, levando a uma redução de cerca de 2% no PIB", afirma o relatório. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA