Milão receberá 26 mostras no ano da Expo

Cidade sede da Exposição Universal tem agenda cultural cheia

Milão receberá 26 exposições até janeiro de 2016
Milão receberá 26 exposições até janeiro de 2016 (foto: ANSA)
13:34, 22 AbrROMA ZAR

(ANSA) - Da pintura clássica de Leonardo da Vinci e Giotto à fotografia contemporânea, e da arquitetura à ciência: no ano de 2015, a cidade de Milão receberá 26 grandes exposições de arte.

O motivo da grande movimentação cultural, que envolve os museus civis, as sedes de exposição e a Pinacoteca de Brera, é a Exposição Universal que, neste ano, ocorrerá na cidade italiana de maio a outubro.

De fevereiro a janeiro de 2016, Milão impressionará os visitantes da feira universal com a grande quantidade de mostras.

O Palazzo Reale receberá uma exposição com os trabalhos de Giotto ("Giotto, L'Italia: da Assisi a Milano") e "a maior exposição já realizada na Itália" dedicada a Leonardo da Vinci. Ao gênio também será feita a mostra "Leonardo e l'Acqua" no aquário da cidade.

Já o Castello Sforzesco receberá os desenhos originais de Michelangelo ("D'Apres Michelangelo. La Fortuna dei Disegni per gli Amici") e a Pinacoteca de Brera comemorá com os quadros "O Beijo", do pintor Francesco Hayez e "O Casamento da Virgem" de Rafael.

Milão também receberá várias mostras que ressaltam diferentes culturas do mundo, como as exposições "Mondi Milano" e "Africa", que acontecerão no Museu das Culturas. A fotografia também tem espaço garantido na cidade, com mostras dedicadas a David Bailey e Edward Burtynsky Watermark.

A ciência e a gastronomia também têm um espaço reservado. O Museu de História Natural hospedará as mostras "Food: la Scienza dal Semi al Piatto" e "Spinosaurus", dedicada à descoberta do esqueleto do maior dinossauro predador que já existiu.

O prefeito da cidade, Giuliano Pisapia disse que "Milão em 2015 será ainda mais atrativa e vivaz do que nunca" e ressaltou que o projeto mostrará a identidade da região, a "capital do pensamento criativo". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA