Alitalia teve prejuízo de 200 milhões de euros em 2 meses

Resultado serviu de base para pedido de intervenção do governo

Alitalia está em processo de recuperação e foi colocada à venda
Alitalia está em processo de recuperação e foi colocada à venda (foto: ANSA)
20:44, 12 JulROMA ZLR

(ANSA) - Colocada à venda pelo governo italiano, a Alitalia, maior companhia aérea do país, acumulou prejuízo de 203,3 milhões de euros em janeiro e fevereiro de 2017, o que representa uma média de 100 milhões por mês.

Para efeito de comparação, em 2016 inteiro, a empresa sofrera perdas de 491 milhões de euros. Apesar disso, deve ser levado em conta que janeiro e fevereiro formam um período tradicionalmente fraco para a companhia, já que coincide com o inverno europeu e tem baixos fluxos turísticos.

Os números foram divulgados nesta quarta-feira (12) e fazem parte do pedido de intervenção feito pela Alitalia ao governo italiano, apresentado no início de maio, quando o grupo estava à beira da insolvência.

Para satisfazer as necessidades imediatas da companhia aérea, Roma conseguiu um aval da União Europeia para realizar um empréstimo-ponte de 600 milhões de euros em recursos públicos (dinheiro a ser reembolsado na venda da empresa) e a colocou no mercado.

Os grupos interessados - cerca de duas dezenas - têm até o dia 21 de julho para apresentar ofertas não vinculantes. A lista de candidatos inclui companhias como Ryanair, Lufthansa, British Airways, Delta e EasyJet.

A crise na Alitalia se agravou em abril, após seus funcionários terem rejeitado um plano de demissões de 1 mil pessoas, requisito obrigatório para os acionistas aumentarem o capital da companhia aérea em 2 bilhões de euros.

Com isso, a empresa se viu na perspectiva de ficar sem liquidez e pediu a intervenção do governo. Se não encontrar um comprador, a Itália terá dois caminhos: tentar sanar a Alitalia e mantê-la em sua configuração societária atual ou decretar sua falência. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA