IDMC e GM Venture firmam parceria para lançar 'Elite' em SP

Programa da London Stock Exchange chegará a São Paulo

Graziano Messana, managing partner da GM Venture
Graziano Messana, managing partner da GM Venture (foto: Divulgação)
15:34, 07 DezSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O Instituto de Desenvolvimento do Mercado de Capitais (IDMC), parceiro exclusivo do "Elite", programa internacional de suporte ao desenvolvimento de negócios e captação de recursos criado pela Bolsa Italiana, que faz parte do London Stock Exchange Group, firmou uma parceria com a GM Venture, que administra negócios de empresas estrangeiras no Brasil, para ingressar no mercado de São Paulo.

IDMC e GM Venture trabalharão em conjunto para implantar e promover o Elite em São Paulo, fortalecendo o ambiente de negócios do país, fomentando o crescimento e amadurecimento das médias e grandes companhias paulistas e incentivando operações de fusão e aquisição. O objetivo é formar uma primeira turma de empresas paulistas no programa já em 2019.

"Tendo dedicado mais de uma década ao fortalecimento do ambiente e da cultura de mercado de capitais em Minas Gerais, o IDMC considera a parceria com a GM Venture um passo primordial para a nacionalização do Programa Elite Brasil. O lançamento do Elite Brasil prova-se uma revolução na maneira como as companhias do middle market brasileiro serão apoiadas em seu desenvolvimento, crescimento e preparação para o acesso ao mercado de capitais, impactando decisivamente o desenvolvimento econômico do país," disse Paulo Ângelo Carvalho de Souza, CEO do IDMC.

"Sendo a Itália o principal mercado do Elite no mundo, ter ao lado do IDMC a GM Venture, com larga experiência nas relações comerciais e de investimentos entre Brasil e Itália, é uma grande adição à integração do Elite Brasil à comunidade internacional e ao pleno aproveitamento de todas as oportunidades presentes no programa", acrescentou.

Já Graziano Messana, managing partner da GM Venture, afirmou que participar do programa Elite pode fornecer às empresas brasileiras fontes de financiamento alternativas e "abrir cenários para operações extraordinárias com grupos estrangeiros, permitindo um rápido crescimento combinado com formação e tutoring".

"Estamos muito felizes em ter fechado esse acordo com o IDMC e acreditamos que esse programa da Bolsa Italiana-Grupo LSE seja verdadeiramente disruptivo em um mercado onde o custo do dinheiro é muito alto", completou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en