TIM obtém direito de comprar participação no banco C6

Empresas têm parceria estratégica desde março de 2020

Sede da TIM em Rozzano, na Itália
Sede da TIM em Rozzano, na Itália (foto: ANSA)
13:07, 01 FevSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A TIM Brasil anunciou nesta segunda-feira (1º) que obteve o direito de ter uma participação acionária minoritária no banco digital C6, com quem a operadora possui uma parceria desde março do ano passado.

A possibilidade de exercer esse direito dependia do atingimento de metas estabelecidas no acordo, que foram alcançadas em dezembro de 2020.

"A TIM obteve, no âmbito da parceria estratégica firmada com o Banco C6, o direito ao exercício de Bônus de Subscrição equivalente a participação indireta de aproximadamente 1,4% do capital social do C6", diz um comunicado ao mercado divulgado pela empresa de telefonia.

Segundo a TIM, esse direito será exercido "no momento em que a administração da companhia julgar mais oportuno". "Importante destacar que o mencionado Bônus de Subscrição concederá à TIM, quando exercido, uma posição minoritária e sem posição de controle ou de influência significativa na administração do C6", acrescenta o comunicado.

Em fevereiro de 2020, o C6 tinha 1,5 milhão de contas abertas, número que saltou para 4 milhões em novembro. Atualmente, o banco totaliza R$ 5,3 bilhões em ativos e realiza mais de R$ 1,5 bilhão em transações a cada mês.

"Em menos de um ano, a parceria entre as empresas gerou um número expressivo de contas abertas através das ofertas combinadas de serviços de telecomunicações e financeiros, o que reforça o relacionamento entre TIM e C6", afirma a operadora. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA