PIB da Itália cai 8,9% em 2020

Contração recorde, aliada a alta nos gastos, fez dívida disparar

Bandeira italiana em Nápoles, sul do país
Bandeira italiana em Nápoles, sul do país (foto: ANSA)
08:35, 01 MarROMA ZLR

(ANSA) - O produto interno bruto (PIB) da Itália caiu 8,9% em 2020, de acordo com dados definitivos divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat) nesta segunda-feira (1º).

O resultado é 0,1 ponto percentual menor do que a estimativa preliminar de contração de 8,8% divulgada pelo Istat no início de fevereiro.

Essa é a maior queda já registrada no país na série histórica iniciada em 1960, com base nos dados compilados pelo Banco Mundial. Ainda assim, o resultado foi ligeiramente melhor que a expectativa do governo, que havia projetado redução de 9%.

Após um avanço de 16% no terceiro trimestre, a economia italiana voltou a sofrer no fim do ano com os efeitos das medidas restritivas contra a pandemia do novo coronavírus.

A partir do início de novembro, o governo foi forçado a adotar regras mais rígidas, incluindo lockdown em algumas regiões, para conter a chamada "segunda onda" da crise sanitária.

A contração recorde na economia italiana, aliada ao aumento dos gastos para combater os efeitos da pandemia, fez a dívida pública disparar em 2020, chegando a 155,6% do PIB, um crescimento de mais de 20 pontos em relação aos 134,6% de 2019.

Segundo o Istat, o produto interno bruto do país totalizou 1,652 trilhão de euros no ano passado, enquanto a dívida saltou para 2,569 trilhões. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA