TIM anuncia alta de 58% no lucro e venda da FiberCo

Empresa de telefonia divulgou resultados do primeiro trimestre

Receitas da TIM subiram 3% no primeiro trimestre
Receitas da TIM subiram 3% no primeiro trimestre (foto: Ansa)
09:52, 06 MaiSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A TIM Brasil encerrou o primeiro trimestre de 2021 com lucro líquido normalizado de R$ 277 milhões, o que representa um crescimento de 57,9% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Já a receita líquida da operadora subiu 3%, chegando a R$ 4,340 bilhões, enquanto o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) normalizado cresceu 4,5%, atingindo R$ 2,020 bilhões.

A base de clientes de telefonia móvel da empresa caiu 2,1%, para 51,728 milhões, mas cresceu 2,5% entre os usuários do serviço pós-pago, chegando a 22,219 milhões, o que reflete a estratégia da TIM Brasil de apostar nesse segmento.

O número de clientes pré-pago sofreu queda de 5,3%, para 29,509 milhões. Já a quantidade de usuários 4G saltou 12,6%, para 43,971 milhões. A operadora também fechou o primeiro trimestre com 662 mil clientes TIM Live, expansão de 13,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

Segundo a empresa, apesar de positivos, os resultados foram limitados "parcialmente por impactos concentrados no mês de março devido à nova onda da pandemia de Covid-19".

"A receita líquida de serviços cresceu 3,3% no primeiro trimestre, acelerando seu crescimento versus trimestres anteriores. Todos os componentes de serviços contribuíram positivamente para essa aceleração. Já a receita líquida de produtos interrompeu sua trajetória de recuperação, registrando queda de 10,1%, sendo a linha mais afetada pelo fechamento de pontos de venda e redução da circulação de pessoas devido à pandemia", afirma a TIM.

FiberCo

A operadora também anunciou nesta quarta-feira (5) a venda de 51% da FiberCo Soluções de Infraestrutura, empresa de fibra ótica residencial, para a IHS Brasil Participações - os 49% restantes ficam com a TIM.

A IHS Brasil é subsidiária de uma companhia homônima com sede na Nigéria e atuação concentrada em mercados emergentes da África, do Oriente Médio e da América Latina, possuindo mais de 28 mil torres de transmissão.

A empresa vai pagar R$ 1,028 bilhão à TIM e injetar R$ 609 milhões na FiberCo. "Espera-se que essa transação possa suportar o plano da companhia para aceleração da oferta de serviços de conectividade em fibra para clientes B2C e B2B", diz comunicado da operadora.

O plano de negócios da FiberCo prevê atingir 8,9 milhões de domicílios cobertos em FTTH ("Fiber to the Home", ou "Fibra para o Lar") em quatro anos. Segundo a TIM, os recursos obtidos com a transação serão usados para pagar a aquisição de ativos da Oi Móvel, feita em parceria com Claro e Vivo. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA