Renault cede ativos para governo da Rússia

Empresa tem opção de recompra em até seis anos

Fábrica da Renault em Moscou, capital da Rússia
Fábrica da Renault em Moscou, capital da Rússia (foto: EPA)
09:09, 16 MaiMOSCOU ZLR

(ANSA) - A montadora francesa Renault entregou suas atividades na Rússia para o governo de Vladimir Putin, na primeira grande nacionalização promovida pelo Kremlin após o início da invasão à Ucrânia.

"Foram assinados contratos para transferir os ativos russos do Grupo Renault para a Federação Russa", diz um comunicado divulgado nesta segunda-feira (16) pelo Ministério da Indústria e do Comércio de Moscou.

A montadora francesa controlava quase 68% da AvtoVAZ, maior fabricante de carros da Rússia e dona da marca Lada, mas estava sob pressão para sair do mercado russo por causa da guerra na Ucrânia.

A Renault tinha participação na AvtoVAZ desde 2008, mas poderá recomprar a fatia na empresa russa em até seis anos. O acordo também inclui a fábrica da companhia francesa em Moscou, que produzia modelos da Renault e da Nissan.

"Tomamos hoje uma decisão difícil, mas necessária", disse o CEO da montadora, Luca de Meo, acrescentando que a cessão dos ativos para a Rússia é uma "escolha responsável" em relação a seus 45 mil funcionários no país.

Segundo o prefeito de Moscou, Sergey Sobyanin, a fábrica na cidade retomará suas atividades com a produção de carros da antiga marca soviética Moskvitch. "Não podemos permitir que milhares de trabalhadores fiquem sem emprego", afirmou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA